Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical (PPGMedtrop)

Destaques

 

CALENDÁRIO DE MATRÍCULA 2021.1

 

1

15 a 17/03

Ação: MATRÍCULA ON-LINE

Quem realiza: discentes de mestrado e doutorado

Importante: Qualquer dificuldade ou impedimento na realização da matrícula deve ser imediatamente informada, pelo estudante, à secretaria/coordenação de seu Programa para as providências cabíveis.

2

15 a 19/03

Ações: PROCESSAMENTO E ANÁLISE DE MATRÍCULA ON-LINE

 Quem realiza: secretarias e coordenações de Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu (PPGs)

3

22 a 24/03

Ação: REMATRÍCULA

Quem realiza: i) discentes de mestrado e doutorado que queiram incluir componentes curriculares não requisitados no período de MATRÍCULA ON-LINE; ii) discentes de mestrado e doutorado retardatários ao período de MATRÍCULA ON-LINE definido no Item 2 deste calendário;

Importante: Qualquer dificuldade ou impedimento na realização da REMATRÍCULA deve ser imediatamente informada, pelo estudante, à secretaria/coordenação de seu Programa para as providências cabíveis.

4

22 a 26/03

Ações: PROCESSAMENTO E ANÁLISE DE REMATRÍCULA

Quem realiza: secretarias e coordenações de Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu (PPGs)

Importante: Recomendamos que os docentes utilizem esse período para criar as turmas virtuais no GSuite ou Moodle e inserir os discentes devidamente matriculados no SIGAA.

5

A partir de 29/03

Ação: INÍCIO DAS AULAS

Observação: cada PPG deverá definir o dia de início das aulas e dar ampla divulgação junto aos seus discentes

 

 

 

 

Processo Seletivo para a 37ª. Turma de Mestrado

em Medicina Tropical do CCM/UFPE – Ano: 2021

Resultado Final

CLASSIFICADOS E APROVADOS

CLASSIFICAÇÃO

CPF

NOTA FINAL

1o

073.934.734-96

10,0

2o

703.247.484-50

9,86

3o

112.375.994-40

9,78

4o

274.730.904-53

8,96

5o

088.613.984-80

8,35

6o

071.795.544-30

8,31

7o

111.681.304-17

8,06

8o

059.469.124-96

7,96

 

Processo Seletivo para a 22ª. Turma de Doutorado

em Medicina Tropical do CCM/UFPE – Ano: 2021

Resultado Final

CLASSIFICADOS E APROVADOS*

CLASSIFICAÇÃO

CPF

NOTA FINAL*

090.760.664-42

10,00

055.195.624-07

9,67

Nota final após fator de correção 3,03 para os dois candidatos.

 
 

Processo Seletivo para a 37ª. Turma de Mestrado em Medicina Tropical do CCM/UFPE – Ano: 2021

Resultado : CURRÍCULO

 

CPF

CURRÍCULO

  1.  

703.247.484-50

5,42

  1.  

073.934.734-96

4,99

  1.  

112.375.994-40

4,22

  1.  

088.613.984-80

3,87

  1.  

071.795.544-30

3,58

  1.  

111.681.304-17

3,57

  1.  

059.469.124-96

3,4

  1.  

274.730.904-53

3,18

 

Processo Seletivo para a 22ª. Turma de DOUTORADO MEDICINA TROPICAL ANO LETIVO: 2021

NOTA DO CURRÍCULO

CPF

         NOTA FINAL

090.760.664-42

5,05

055.195.624-07

6,10

 

 

Processo Seletivo para a 22ª. Turma de DOUTORADO MEDICINA TROPICAL ANO LETIVO: 2021

RESULTADO DA APRESENTAÇÃO E DEFESA DO PROJETO

CPF

         NOTA FINAL

090.760.664-42

8,25

055.195.624-07

7,00

 

 

ESPELHO PROVA DE CONHECIMENTO – MESTRADO 2021

COVID-19

QUADRO CLÍNICO

  • Período de Incubação
  • Assintomáticos
  • Oligossintomáticos
  • Sintomas: tosse, febre cefaleia, coriza, anosmia, ageusia, astenia, diarreia, vômitos, diminuição do apetite.
  • Síndrome Gripal
  • Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG)
  • Pneumonia com diferentes graus de gravidade
  • Complicações cardíacas, renais, choques sépticos/septicemia

DIAGNÓSTICO LABORATORIAL DA COVID                                              

Teste rápido (imunocromatografia para detecção do antígeno do SARS COV 2 pouco usado; teste rápido para detecção de anticorpos)

Testes sorológicos:

Podem dar falsos positivos por reação cruzado com outros vírus e limitados pela janela imunológica;

Anticorpos totais e IgA – apresentam melhor sensibilidade se realizado após o 70 dia do inicio dos sintomas;

IgM pode aparecer no mesmo dia dos primeiros sintomas mas podem também não serem detectados;

IgG são detectadas tardiamente duas semanas ou até em um mês do inicio dos sintomas

Teste molecular –RT-PCR

Padrão ouro por detectar a infecção preferencialmente a partir do 30 dia do inicio dos sintomas;

Amostras de swabs oro e nasofaringes, lavado bronco alveolar e eventualmente escarro.

Pode ocorrer falsos negativos pela qualidade da amostra e/ou amostra inadequada por coleta precoce ou tardia

 

SÍFILIS

QUADRO CLÍNICO

Descrever:

Período de Incubação

Sífilis Primária

Sífilis Secundária

Sífilis Latente

Sífilis Terciária (Cardiovascular, Neurolues)

Sífilis Congênita

Sífilis e HIV

 

DIAGNÓSTICO LABORATORIAL DE SÍFILIS:

EXAMES DIRETOS:

Exame em campo escuro:  amostra- exsudato seroso de lesões ativas primárias e secundárias; visualização de T. pallidum vivo , observar morfologia, tamanho e movimentos.

Pesquisa direta com material corado – exsudatos de lesões

Método Fontana Tribondeau

Método Burri

Método coloração por Giemsa

Método Levadut

TESTES IMUNOLÓGICOS:

Teste Não Treponêmicos: qualitativo e quantitativo

Método de floculação VDRL

RPR; USR; TRUST

Falso positivos (reação cruzada); Falso negativos (pró-zona)

Testes Treponêmicos:

FTA-ABS; ELISA; TESTES DE QUIMIOLUMINESCÊNCIA; HEMAGLUTINAÇÃO (TPHA). MICROHEMAGLUTINAÇÃO (MHA-TP); AGLUTINAÇÃO PASSIVA DE PARTICULAS (TPPA); TESTE RÁPIDO TREPONÊMICOS;

FTA – IgM  ( LCR  e congênita ) – baixa sensibilidade

Diagnóstico na Sífilis Primária, Secundária, Latente e Terciária.

 

Processo Seletivo para a 37ª. Turma de Mestrado em Medicina Tropical do CCM/UFPE – Ano: 2021

Resultado II Etapa

ORD.

CPF

PROVA DE CONHECIMENTO

(PESO 7)

PROJETO EXPANDIDO

(PESO 3)

NOTA FINAL

  1.  

112.375.994-40

6,3

2,7

9,00

  1.  

073.934.734-96

6,65

2,1

8,75

  1.  

274.730.904-53

6,3

2,4

8,70

  1.  

703.247.484-50

5,6

2,7

8,30

  1.  

071.795.544-30

5,25

2,4

7,65

  1.  

088.613.984-80

5,25

2,25

7,50

  1.  

059.469.124-96

5,25

2,1

7,35

  1.  

111.681.304-17

5,25

2,1

7,35

 

 – Avaliação de resumo expandido de projeto de pesquisa e prova de conhecimento formarão uma única nota, que será eliminatória, nota mínima de 7 (sete).

 
 

 

Processo Seletivo para a 37ª. Turma de MESTRADO MEDICINA TROPICAL ANO LETIVO: 2021

CONVOCAÇÃO – Etapa 2– Prova de Conhecimentos

DATA

16/11/2020 (SEGUNDA-FEIRA)

LOCAL

ANFITEATRO 4 – HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UFPE

HORÁRIO

9h00-12h00

 

Processo Seletivo para a 22ª. Turma de DOUTORADO MEDICINA TROPICAL ANO LETIVO: 2021

Etapa: APRESENTAÇÃO E DEFESA DO PROJETO DOS CANDIDATOS

Data: 17/11/2020 (TERÇA-FEIRA)

Local: ONLINE, PLATAFORMA GOOGLE MEET

Link A SER ENVIADO AO EMAIL DO CANDIDATO COM ANTECEDÊNCIA MÍNIMA DE 24h

CPF

HORÁRIO DA ENTREVISTA

090.760.664-42

9h00

055.195.624-07

10h00

 

RESULTADOS DA PROVA DE INGLÊS

 

Processo Seletivo para a 37ª. Turma de MESTRADO MEDICINA TROPICAL ANO LETIVO: 2021

RESULTADO - Etapa 1– Prova de Idioma (Inglês)

CPF

NOTA

703.247.484-50

7,2

059.469.124-96

7,1

052.871.984-00

FALTOU

028.797.374-35

4,0

274.730.904-53

7,0

112.367.884-78

5,8

112.375.994-40

7,5

115.810.094-96

FALTOU

073.934.734-96

8,4

701.734.964-40

5,0

974.205.734-68

3,1

071.795.544-30

7,0

088.613.984-80

Dispensado do inglês

111.681.304-17

7,2

 

 

Processo Seletivo para a 22ª. Turma de DOUTORADO MEDICINA TROPICAL ANO LETIVO: 2021

RESULTADO - Etapa 1– Prova de Idioma (Inglês)

CPF

NOTA

090.760.664-42

7,0

055.195.624-07

7,9

 

 

 

ESPELHO DA PROVA

 

O uso da máscara facial (mascaramento facial) para COVID-19 - Potencial para “variolação” enquanto esperamos uma vacina.

 

Parágrafo 1

Como o SARS-CoV-2 continua sua propagação (disseminação) global, é possível que um dos pilares do controle da pandemia de COVID-19 – o uso universal de máscara facial (mascaramento facial universal) - pode ajudar a reduzir a gravidade (severidade) da doença e garantir (assegurar) que uma proporção maior de novas infecções seja assintomática. Se esta hipótese for comprovada (validada), o uso universal de máscara (mascaramento universal) poderia (pode) se tornar uma forma de "variolação" que geraria imunidade, e assim (desse modo), reduzir (retardar) a disseminação do vírus nos Estados Unidos e em outros lugares, enquanto aguardamos uma vacina.

 

Parágrafo 2

Uma razão importante para o uso de máscara facial (mascaramento facial) em toda a população tornou-se evidente em março, quando relatórios (relatos) começaram a circular descrevendo as altas taxas de eliminação (secreção) viral do SARS-CoV-2 dos narizes e bocas de pacientes que eram pré-sintomático ou assintomático - taxas de eliminação (secreção) equivalentes a aqueles entre pacientes sintomáticos. O uso universal de máscaras faciais (mascaramento  facial universal) parecia (pareceu) ser uma maneira possível para prevenir a transmissão a partir de pessoas infectadas assintomáticas. Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), portanto, recomendaram em 3 de abril que o público use (vista) coberturas (cobertas) de rosto de tecido (pano) em áreas com altas taxas de transmissão na comunidade - uma recomendação que tem sido desigualmente seguida em todos os Estados Unidos.

 

Parágrafo 3

Evidências anteriores (passadas) relacionadas a outros vírus respiratórios (outras viroses respiratórias) indicam que o uso de máscara facial (mascaramento facial) também pode proteger o usuário de se tornar infectado (ser infectado), ao bloquear a entrada de partículas virais no nariz e na boca. Investigações epidemiológicas conduzidas ao redor do mundo - especialmente em países asiáticos (da Ásia) que se acostumaram ao uso de máscara por (ao mascaramento de) toda a população durante a pandemia de SARS de 2003 - sugeriram que há uma forte relação entre o uso público de máscaras (mascaramento público) e o controle da pandemia. Dados recentes de Boston demonstram que as infecções por SARS-CoV-2 diminuíram entre os profissionais de saúde depois que o uso universal de máscaras (o mascaramento universal) foi implementado em hospitais municipais no final de Março.

 

Parágrafo 9

A variolação era um processo pelo qual as pessoas suscetíveis à varíola eram inoculadas com material retirado de uma vesícula de uma pessoa com varíola, com a intenção de causar uma leve infecção e imunidade subsequente. A variolação foi praticada apenas até a introdução da vacina contra a varíola, que finalmente erradicou a varíola. Apesar das preocupações com a segurança, distribuição mundial e eventual aceitação, o mundo tem grandes esperanças de uma vacina SARS-CoV-2 altamente eficaz e, a partir do início de setembro, 34 vacinas candidatas estavam em avaliação clínica, com centenas mais em desenvolvimento.

 

Parágrafo 11

Para testar nossa hipótese de que o uso de máscaras por (o mascaramento de) toda a população é uma dessas estratégias, precisamos de mais estudos comparando a taxa de infecção assintomática em áreas com e áreas sem o uso universal da máscara. Para testar a hipótese da variolação, iremos precisar de mais estudos comparando a potência (força/intensidade) e durabilidade da imunidade de células T (imunidade celular) específica à SARS-CoV-2 entre pessoas com infecção assintomática e aquelas com infecção sintomática, bem como uma demonstração da desaceleração natural de SARS-CoV-2 espalhado (disseminado/propagado) em áreas com uma alta proporção de infecções assintomáticas.

 

Parágrafo 12

Em última análise, combater à pandemia irá envolver (envolverá) reduzir (derrubar) tanto as taxas de transmissão quanto a gravidade da doença. Evidências crescentes sugerem que o uso de máscara (mascaramento) facial em toda a população pode beneficiar ambos os componentes da resposta.

 

(Os fragmentos textuais entre parênteses apresentam mais uma possibilidade de tradução, permitindo a manutenção da ideia apresentada no texto. Dessa forma, tanto o texto imediatamente antes, quanto o texto entre parênteses pode ser utilizado).

 

 

 

Homologação do Processo Seletivo Edital -

MESTRADO MEDICINA TROPICAL ANO LETIVO: 2021

CPF

703.247.484-50

059.469.124-96

052.871.984-00

028.797.374-35

112.367.884-78

112.375.994-40

115.810.094-96

701.734.964-40

974.205.734-68

071.795.544-30

088.613.984-80

274.730.904-53

073.934.734-96

111.681.304-17

 

Candidatos com inscrição indeferida. EDITAL-

MESTRADO MEDICINA TROPICAL ANO LETIVO: 2021

CPF

014.367.274-64

 

Homologação do Processo Seletivo Edital -

DOUTORADO MEDICINA TROPICAL ANO LETIVO: 2021

CPF

090.760.664-42

055.195.624-07

 

Candidatos com inscrição indeferida.

DOUTORADO MEDICINA TROPICAL ANO LETIVO: 2021

CPF

065.278.694-44

 

 

 

Local da Prova de Suficiência em Inglês do Processo Seletivo para a 37ª. Turma de MESTRADO MEDICINA TROPICAL ANO LETIVO: 2021

Anfiteatro de No. 4 do Hospital das Clínicas (HC/EBSERH) – UFPE

Dia: 09/11/2020 – Horário: 09h00 às 11h00

 

Centro de Ciências Médicas
Departamento de Medicina Tropical

Hospital das Clínicas - Bl. A - Térreo do HC/UFPE Av. Prof. Moraes Rego - s/n. 50670-901 - Cidade Universitária, Recife-PE

(81) 2126 8527
Profa. Dra. Heloísa Ramos Lacerda de Melo
Coordenadora
Profa. Dra. Vlaudia Maria Assis Costa
Vice-Coordenadora
Walter Galdino
Secretário